ESTIMATIVA PRETENCIOSA




PRINCIPAIS FATORES:
-Postura humilde de Humberto Machado
-Grande rejeição (recorde) do prefeito FHP
-Pouca apresentação das idéias de Victor Priori
-Grande verborragia da candidata Bia
[
NA FALTA DE PESQUISA, USA-SE ESTIMATIVA
Uma estimativa inicial aponta os números prováveis para prefeito nas Eleições 2008 em Jataí e, ao mesmo tempo, perfaz uma impressão do quadro político na cidade. Feita tendo por base enquetes de Orkuts e blogs, consultas populares individualizadas e bate papos políticos, a ESTIMATIVA demonstra que, se as eleições fossem em julho de 2008, o candidato Humberto Machado obteria cerca de 55% dos votos, o prefeito FHP cerca de 18%, o novato Victor Priori em torno de 15% e a petista Bia 7%. Nulos e brancos deveriam somar 5%. Tudo no universo de 59.342 eleitores deste ano. Como a campanha política está começando agora, a estimativa passará por movimentações normais, com a verificação de alternâncias nos números (para mais ou menos) e amostra dos números reais assim que sair a primeira pesquisa.

ANÁLISE:
-O ex-prefeito Humberto Machado tem se mostrado mais humilde e sem polêmicas. Suas declarações vêm procurando transmitir idéias mais objetiva e consistente (as chamadas “vão de encontro”).
-O atual prefeito FHP, mesmo com índice de rejeição extremamente alto, ainda desfrutaria de 18% das intenções de voto, o que pode ser considerado positivo para ele. Em algumas classes, FHP apresenta bom desempenho.
-O novato Victor Priori demonstra, claramente, que ainda está buscando o posicionamento de campanha. Até agora o candidato se destacou apenas por declarar intenção de gastar R$ 7 milhões em sua empreitada (recurso para concorrer em Goiânia).
-Já a estratégica e falante Bia ainda estaria na condição de mera figurante entre os quatro candidatos. A petista também tem grande rejeição.


BASE DA ESTIMATIVA:
-Enquetes de orkuts (várias)
-Enquete de blogs (várias)
-Chat
-Consultas populares individuais (inúmeras)
-Bate papo do dia-a-dia (assunto político)

OBS.:
-No caso do prefeito FHP a estimativa também comparou os números da avaliação de seu governo apontados na pesquisa do Serpes em 2007.
-Os números finais são estipulados pelas médias das várias consultas.

DO T.R.E.:
Essa amostragem se insere no CAPÍTULO V (DISPOSIÇÕES FINAIS) da Resolução Nº 22.623/2007, ARTIGO 15 e não se trata de divulgação de pesquisa eleitoral (como descrito no ARTIGO 33 da Lei Nº 9.504/97), mas de mero levantamento de opiniões, sem controle de amostra, a qual não utiliza método científico para sua realização, dependendo apenas da participação espontânea do interessado, ou, nesse caso aqui, de pura busca de informações nas enquetes da internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário