segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

NA HORA DE SE APOSENTAR, O INSS LHE AVISARÁ

DO JORNAL DO COMMERCIO

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou terça-feira, 27 de janeiro, em São Paulo, que a partir de junho, a Previdência Social vai avisar a quem atingir a idade ou o tempo de trabalho para se aposentar. Por carta, os segurados vão receber informações sobre o valor do benefício e quando será possível pedir a aposentadoria. Para enviar as correspondências, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) utilizará o Cadastrado Nacional de Informações Sociais (CNIS) – que tem dados desde janeiro de 1976. Se o segurado tiver algum comprovante de contribuição não considerado pelo INSS, será possível complementar os dados para aumentar o valor do benefício. Servem como prova do tempo de contribuição as carteiras de trabalho e os carnês de recolhimento para o INSS.
No envio da carta, a Previdência vai considerar o endereço registrado no cadastro do INSS. Se o segurado mudou de casa, é preciso ligar para a central 135, de segunda a sábado, das 8h às 23h. O presidente Lula prometeu para junho agilizar a aposentadoria dos trabalhadores rurais para 30 minutos. Mas, anunciada como grande avanço na área, a concessão de aposentadorias em até 30 minutos precisa ser aperfeiçoada para se tornar comum nas agências da Previdência. O benefício só é efetivado em meia hora em casos “perfeitos”, ou seja, quando não há nenhuma omissão ou contestação no CNIS. Servidores afirmam que são poucos os casos em que o benefício é deferido no prazo.