MENSALÃO DO DEM

DEM de Jataí está observando o caso de Brasília

RESUMO DA SITUAÇÃO - José Roberto Arruda foi eleito governador do Distrito Federal pelo DEM em 2006 e era cotado como um dos possíveis nomes do Democratas (DEM) para ser candidato a vice presidente da República na possível chapa encabeçada pelo governador de São Paulo, José Serra (PSDB) que deverá disputar à sucessão de Lula nas eleições presidenciais do ano que vem. O Democratas ameaça expulsar o governador José Roberto Arruda, dos quadros políticos da sigla partidária. Já o PPS e o PSDB abandonaram a base governista no DF, que dava total apoio político ao governo de Arruda. Ele vem sendo acusado de coordenar um suposto esquema complexo de corrupção, que está sendo chamado de “Mensalão de Brasília” ou “Mensalão do DEM”.


ENTREVISTA COM JAIR BARRACHI, PRESIDENTE DO DEMOCRATAS DE JATAÍ
O presidente do diretório do Democratas de Jataí, Jair Barrachi, concedeu entrevista ao Blog Alvo Notícias no dia 5 de dezembro de 2009 (sábado) e opinou sobre o escândalo envolvendo o governador Arruda. Nesta data, o governador havia conseguido a queda de vários pedido de cassação e estava enfrentando novos pedidos e até uma representação contra si além de uma nova gravação que ligaria o “Mensalão do DEM” à empresa de Marcos Valério. O DEM é o partido local que ajudou a eleger o atual prefeito Humberto Machado (PMDB) e faz parte base de sustentação política à administração municipal.
Para Barrachi, o caso só está quente por causa da imprensa e só vai ficar assim enquanto o assunto estiver em voga. “Enquanto a imprensa, a TV e a mídia estiverem batendo em cima vai ficar quente. Quando pararem o caso esfria”. Ele também acredita que pode acabar em pizza esta história a exemplo da época do “Mensalão do PT”. “No fim vai ficar por isso mesmo. Vai ter alguma punição, mas depois ele volta como voltou o pessoal do PT”. Barrachi também acha que deveria haver investigação e punição aos empresários e empreiteiros que têm interesse em fazer doações em campanhas. “Tem que investigar qual é o interesse de quem está doando também. Quem doa é porque tem algum interesse e isso é muito pior”.

Sérgio Torres



.

Um comentário:

  1. Rogério Koerich - DF03 fevereiro, 2010 09:15

    olhe só esta manchete hj, 3 de fev no crreio braziliense: Toda a crise passa. eu escrevi para o correio, na coluna desabafo. Arruda afirma que toda crise passa. Mas governador, sempre vai ficar no ar um cheiro de panetone, até pelo menos nas eleições de 2010. Não acha, governador?

    ResponderExcluir