QUALIDADE DE VIDA E DESAJUSTE

A qualidade de vida na cidade de Jataí é algo que vem crescendo graças aos esforços da administração pública e a exigência de seu povo em mais investimentos em áreas como a de Lazer. Entretanto, para a sociedade vem o bônus e o ônus quando se trata de movimento em lugares públicos. Uma pracinha calma e lisonjeira é um bom exemplo disso. Na praça da entrada do bairro José Bento (parte alta da cidade) não raras vezes já pode se notar um divisor de procedimentos entre seus frequentadores. Enquanto na parte de baixo observa-se pessoas conversando sentadas em um banquinho tendo ao lado algumas mães embalando suas crianças no parquinho infantil (iluminado apenas por uma fraca lâmpada de um poste), na parte da cima de mesma praça percebe-se um homem de bicicleta recebendo, de forma suspeita, um pequeno embrulho de um outro homem que tenta disfarçar o contato. Tudo em meio a rotina habitual de pista de caminhada, parada para o churrasquinho e outras coisas (a foto acima não mostra tudo isso, claro, mas foi feita no exato momento em que essas coisas aconteciam antes das 19h30min). Como poderia definir o poeta: são vidas turbulentas que querem mansidão. Na beleza e na calma de uma pracinha esconde-se a obscuridade da alma humana.




Nenhum comentário:

Postar um comentário