CERIMÔNIA ESPECIAL COMEMORA 25 ANOS DO CÂMPUS DO IFG

O ex-prefeito Nelson Antônio da Silva (discursando) foi um dos homenageados da noite e agradeceu ao ex-diretor da ETFG, José Alves de Freitas, pelo atendimento dos pedidos de instalação da Escola Técnica Federal em Jataí no ano de 1988


    A direção do Instituto Federal de Goiás (IFG) Câmpus Jataí promoveu um dia de festa para comemorar seus 25 anos de fundação e relembrar quando iniciou os cursos de Agrimensura e de Edificações (em nível de 2º Grau) na então Escola Técnica Federal. Instalada, oficialmente, no dia 18 de abril de 1988, a instituição, que é um órgão do governo federal, começou de forma modesta e acabou escrevendo uma página importante na história educacional da cidade ao se expandir e marcar presença em diversos acontecimentos científicos, sociais, comemorativos e esportivos. Nas duas décadas e meia, houve duas mudanças de nomes, passando de Escola Técnica Federal de Goiás-ETFG/UNED para Centro Federal de Educação, Ciência e Tecnologia-CEFET/UNED e desse para o atual Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás-IFG. O Câmpus de Jataí é uma Unidade de Ensino Descentralizada (UNED) do instituto em Goiânia e, no ato comemorativo de seus 25 anos (Jubileu de Prata), está passando por uma fase de valorização com a chegada de mais investimentos. Sua sede, chamada de unidade Riachuelo, funciona, desde o início (após sair das instalações onde é a escola Leopoldo Nonato), junto à escola polivalente Dante Mosconi (unidade estadual de ensino fundamental) e está localizada na Rua Riachuelo, no bairro Samuel Graham em frente ao ginásio Vilelão. Do começo modesto com apenas dois cursos, o Câmpus passou para 24 salas de aulas, dez laboratórios de informática, quatro laboratórios de química-física-bilogia, um laboratório de mecânica de solos e materiais de construção, cinco laboratórios de indústria e chegou a quatro cursos de nível técnico, quatro de nível superior e mais dois superiores de pós-graduação. Atualmente, também, o Câmpus Jataí está edificando uma nova sede na parte alta da cidade em frente à chamada mata do Queixada que leva a designação de unidade Flamboyant. A programação da festa comemorativa começou desde o início da manhã de 18 de abril de 2013, quinta-feira, e transcorreu durante todo o dia envolvendo o corpo docente, os servidores e os alunos em diversas atividades, como hasteamento de bandeira, passeio ciclístico, plantio de árvore, trilha ecológica, festival artístico-cultural, campanha de arrecadação de alimentos, exposição histórica (com objetos, fotos e recortes de jornais) e cerimônia oficial de abertura, esta, a noite no auditório da instituição, na presença de ilustres convidados e de atuais componentes da unidade. 

CERIMÔNIA DE RECONHECIMENTO 

    A cerimônia oficial de abertura teve início às 20 h em momento solene que propiciou instantes culturais e situações de agradecimentos, lembranças e reconhecimentos. O auditório ficou completamente lotado. Após o Hino Nacional, a mestra de cerimônia, professora Flomar Chagas, começou chamando ao palco o grupo do curso de Libras que explanou e demonstrou, através de uma bela coreografia, a Língua Brasileira de Sinais. Em seguida foi chamado o Grupo Vozes (coral Vozes) que desempenhou quatro canções populares. Na sequência foi feito um agradecimento às autoridades presentes e formada a Mesa Solene com o prefeito de Jataí, Humberto Machado, o deputado federal Leandro Vilela (PMDB-GO), o professor Paulo Henrique de Souza (diretor do Câmpus de Jataí) e o professor Paulo César Pereira (magnífico reitor do IFG). Tão logo se compôs a mesa, foi dada a palavra a cada um deles. 

    O primeiro a falar foi o diretor Paulo Henrique de Souza que agradeceu a todos que ajudaram na história do Câmpus. O segundo foi o prefeito Humberto Machado que, sem se perder nos nomes da instituição, fez questão de lembrar sua importância. Disse ele: “A Escola Técnica/Cefet/IFG mudou a vida de Jataí”. O terceiro a falar foi o deputado federal Leandro Vilela que explanou, de forma quase didática, destacando a importância das pessoas envolvidas na história da instituição e das emendas dele, no Congresso Nacional, em prol do Câmpus. O último a falar foi o reitor Paulo César Pereira que elogiou o crescimento do Câmpus no comando do atual diretor Paulo Henrique e reconheceu o trabalho dos ex-diretores, ex-servidores e ex-alunos. O reitor ainda revelou a meta em aumentar, em breve, o número de docentes de 75 para 90 e mexeu com o brios da comunidade acadêmica ao pedir para não deixar o Câmpus voltar a ser tratado com um certo menosprezo por parte de outras comunidades como aconteceu até seus 18 anos. Segundo ele, o Câmpus de Jataí já foi inferiorizado perante a capital no passado e hoje tem o papel de ser o maior e o mais importante da região sudoeste. Na sequencia, foi desfeita a Mesa Solene. 

    Dando continuidade, foi exibido um vídeo em telão que causou um clima de saudosismo em parte do público presente. O vídeo foi um slide de fotos mostrando registros da história do Câmpus e passagens interessantes. Em seguida, foi convidado o representante da direção dos Correios em Goiás, João Bento Mainardi, gerente da unidade local, para fazer a entrega simbólica, ao reitor Paulo Cesar Pereira e ao diretor Paulo Henrique de Souza, da primeira e da segunda peça do selo alusivo aos 25 anos do IFG-Câmpus Jataí, selo, este, personalizado que entra para o mundo da filatelia. Na sequência, foram entregues homenagens especiais, com uma camiseta comemorativa e uma medalha de honra, a autoridades e a diretores que contribuíram para a implantação do Câmpus. Ao todo foram 14 homenageados que, conforme iam sendo chamados, fizeram discursos falando de sua emoção e contando algum detalhe relevante de sua contribuição. 

HOMENAGENS A QUEM AJUDOU 

    O primeiro a ser chamado foi o empresário Adelino Gameiro das Neves, que, na época, já era ativo nos movimentos da comunidade e que usou sua influência para ajudar a instalar a então Escola Técnica. A justificativa de sua homenagem foi por seu empenho à Educação. O segundo a ser chamado foi o professor José Alves de Freitas, primeiro diretor da ETFG em 1988. A justificativa foi que, de Goiânia, ele abriu um diálogo com a comunidade jataiense. O ex-diretor José Alves também aproveitou para contar ao público como se deu a autorização para a implantação da instituição em Jataí na época do governo Sarney. O terceiro homenageado foi o prefeito da época, Nelson Antônio da Silva (“por sua dedicação e empenho”, segundo a justificativa) que agradeceu ao ex-diretor José Alves pela aprovação dos pedidos de instalação junto ao MEC. O quarto homenageado foi o ex-prefeito Fernando Henrique Peres, o “Fernando da Folha” (2005-2008) por ter doado a área na parte alta da cidade para a edificação da nova sede do Câmpus Jataí (unidade Flamboyant). O quinto homenageado foi o atual prefeito Humberto de Freitas Machado pelo apoio dado a instituição nessa nova empreitada, pois, recursos da Prefeitura em conjunto com emendas federais estão destinando R$ 1 milhão, só em 2013, para ajudar nas obras da nova sede. O sexto homenageado foi o político jataiense, Maguito Vilela, deputado federal na época, que, pela justificativa, muito havia contribuído para a implantação da unidade. Maguito esteve representado por seu filho Daniel Vilela (deputado estadual) que disse que a contribuição de seu pai foi, na verdade, algo mais simples. O sétimo homenageado foi o atual deputado federal Leandro Vilela (sobrinho de Maguito) que tem contribuído com recursos de emendas federais em prol do Câmpus Jataí. O oitavo homenageado foi o magnífico reitor do IFG, professor Paulo César Pereira, justificando-se que ele dinamizou a instituição no Estado de Goiás. O reitor discursou falando que o maior patrimônio do IFG são seus servidores, professores e alunos. A partir daí começaram a ser chamados os ex-diretores da unidade. O nono a ser homenageado foi o professor Jerônimo Rodrigues da Silva (diretor entre 1992 a 1994). O décimo foi o professor Adenones Augustinho de Freitas (diretor de 1994 a 2001) que discursou emocionado por ter sido o diretor que mais tempo dirigiu o Câmpus Jataí. O décimo primeiro foi o professor Wanderlúbio Gentil (diretor 2001-2002). O décimo segundo foi o professor Cleyton José da Silva (diretor 2003-2005). O décimo terceiro foi o professor Roberlan Gonçalves Mendonça (diretor 2005-2008) e o décimo quarto foi o atual diretor Paulo Henrique de Souza (2008-2013). A cerimônia especial encerrou, às 22h55min, logo após a apresentação musical clássica do Quinteto de Metais do IFG de Goiânia (Leandro na trompa, Victor no trombone, Pedro Henrique no trombone baixo e Hermano e Elias no trompete) que interpretou sete canções e finalizou tocando o “Parabéns Pra Você!”. Depois, todos foram convidados para os comes e bebes na vivência do Câmpus.

Durante a cerimônia foi exibido um vídeo com slide de fotos históricas mostrando registros interessantes do Câmpus e recordando o início da Escola Técnica com apenas os cursos de Agrimensura e Edificações