POSTAGEM ESPECIAL

COMO ESTAVAM OS PRÉ-CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA EM DEZEMBRO DE 2013


PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF (PT)
Em dezembro, a presidenta Dilma Rousseff cumpria agenda política, participava de eventos e prosseguia sancionando leis e assinando decretos. Ela também festejou 26 mil seguidores no primeiro dia da entrada de seu perfil no facebook. No dia 06/12, Dilma se encontrou com o presidente da Fifa para o sorteio da Copa do Mundo. No dia 10/12, ela discursou no velório de Nelson Mandela (ex-presidente da África do Sul). No dia 13/12, a CNI divulgou uma pesquisa popular, encomendada oa instituto Ibope, que dizia que o índice de satisfação de seu governo subira de 37% para 43%. No dia 17/12, ela inaugurou em Pernambuco, juntamente com o então governador Eduardo Campos, mais uma etapa da refinaria da Petrobrás naquele estado. No dia 23/12, a presidenta utilizou sua conta no twitter para avisar sobre o valor no novo salário mínimo e dizer que o reajuste seria de 6,78%. No dia 26/12, ela foi com a família (mãe, filha, genro e neto) passar o fim do ano na Bahia (base naval de Aratu). Dia 27/12, ela interrompeu o descanso para visitar vítimas da enchente ocorrida no estado de Minas Gerais e retornou para passar o Réveillon na Bahia.

SENADOR AÉCIO NEVES (PSDB)
Em dezembro, o senador Aécio Neves participava de agenda política com visitações e encontros. No dia 02/12, ele concedeu uma entrevista coletiva à imprensa em São Paulo especulando sobre sua pré-candidatura. Nesse dia também o PT pediu multa a ele por causa de uma declaração em sua propaganda no horário eleitoral. No dia 04/12, sua irmã mais nova, Angela Neves, sofreu um AVC e teve de ficar internada. No dia 05/12, o pré-candidato do PCdoB ao governo do Maranhão (contra os Sarneys), ofereceu palanque a Aécio Neves naquele estado. No dia 09/12, Aécio visita Florianópolis e fala de sua relação e condição política com Eduardo Campos e Marina Silva. No dia 11/12, a Comissão de Constituição e Justiça-CCJ, do Senado Federal, aprovou sua proposta para transformar o programa Bolsa Família (criado pelo PT) em programa de Estado. No dia 17/12, o senador rompeu com seu marqueteiro, Renato Pereira, por divergências de pensamentos (questão de exposição na internet e em redes sociais). Dia 18/12 foi publicada uma matéria na internet especulando que Aécio Neves queria que o ministro do STF, Joaquim Barbosa, aceitasse sair como seu vice-presidente da República (chapa Aécio Neves e Joaquim Barbosa). No dia 22/12, diante da recusa de Joaquim Barbosa, especulou-se que o PSDB pudesse lançar uma surpreendente chapa pura tendo Aécio Neves para presidente e Fernando Henrique Carsoso-FHC como vice. No dia 28/12, o PSDB e Aécio Neves definiram a capital, Curitiba, no Paraná, como ponto de largada da campanha tucana rumo à presidência em 2014. O Réveillon do Aécio foi em Angra dos Reis, no club Isla Privilège, em companhia da namorada, a modelo Letícia Weber.

GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS E
MARINA SILVA (PSB/REDE)
Em dezembro, o então governador Eduardo Campos cumpria agenda política e prosseguia despachando no palácio do governo pernambucano. No dia 03/12, em Aracaju (Sergipe) ele declarou que a perspectiva de crescimento do PIB brasileiro em 2013, em torno de 2%, era “muito ruim”. Também nesse mesmo dia, o PPL, em congresso nacional, anunciou que rompera com a presidenta Dilma e estaria dando apoio à futura candidatura de Eduardo e Marina. No dia 07/13, o PPS também realizou congresso nacional e, contrariando Aécio Neves, anunciou apoio à candidatura de Eduardo e Marina. Também no dia 07/12, o ex-presidente Lula anunciou que faria uma disputa ferrenha com Eduardo Campos em Pernambuco fazendo visitas ao estado quantas vezes fosse necessário para pedir apoio à Dilma, já que, por lá, Lula e Eduardo possuíam influências semelhantes junto ao eleitorado. No dia 17/12, o então governador fez uma fraterna recepção à presidenta Dilma em Ipojuca, interior de Pernambuco, para a inauguração da plataforma P-62 da Petrobrás. No dia 19/12, o PSB, em festa, recebeu a filiação da juíza-política (ex-STJ), Eliana Calmon, na Bahia. Também no dia 19/12, Eduardo Campos aceitou a demissão do então polêmico secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damázio. No dia 20/12, o governador foi abordado por Concursados na Rádio Jornal em Recife. No dia 31/12, o governador participou da Missa de Ação de Graça na igreja Matriz da Casa Forte em Recife.

________________________________________________

Enquanto tudo isso acontecia, o que diziam as previsões dos esotéricos e
dos místicos sobre a disputa presidencial que se iniciaria em 2014?

PARA SABER, CLIQUE NO LINK
________________________________________________


Nenhum comentário:

Postar um comentário