quarta-feira, 6 de julho de 2016

VERBAS DA GRANDE MÍDIA TIVERAM REDUÇÕES

Emissoras de TV, jornais, revistas e portais de notícias receberam do governo menos em 2015

Matéria especial de hoje no portal UOL, através da Lei de Acesso à Informação, mostra que o governo Dilma cortou uma grande fatia dos gastos com propaganda nos grandes veículos de comunicação em 2015. A Rede Globo, com sua ousadia, recebeu R$ 396,5 milhões contra R$ 602,8 milhões de 2014 (menos R$ 206,3 mi); o SBT R$ 115,4 milhões contra R$ 172,7 milhões em 2014 (menos R$ 57,3 mi); a Record R$ 242,9 milhões contra R$ 281,1 milhões em 2014 (menos R$ 38,2 mi); a Band R$ 86 milhões contra R$ 128 milhões em 2014 (menos R$ 42 milhões). Jornais impressos (Folha, O Globo, Estadão), revistas (Veja, Istoé) e portais da internet (UOL, G1, R7) também tiveram cortes de verbas. Por outro lado, o governo PT também deu R$ 44,6 milhões para o facebook contra R$ 26,5 milhões em 2014 e 50,1% a mais de verbas públicas para a agência de publicidade Master (escritórios em Curitiba, São Paulo, Rio e Brasília).