terça-feira, 24 de novembro de 2009

APREENSÃO DE DROGAS

Polícia intercepta maior do ano

Polícia investiga. Droga pode ser da quadrilha de Fernandinho Beira-Mar

Polícia investiga. Droga pode ser da quadrilha de Fernandinho Beira-Mar

Polícia investiga. Droga pode ser da quadrilha de Fernandinho Beira-Mar

Polícia investiga. Droga pode ser da quadrilha de Fernandinho Beira-Mar

Polícia investiga. Droga pode ser da quadrilha de Fernandinho Beira-Mar

Imagens: TV Rio Claro/Globo
.
A "moda" do uso de droga apresentou mais uma grande "passarela" em Goiás. Desta vez o corredor foi uma rodovia estadual em território do município de Jataí (na verdade rota alternativa já conhecida).
Exatos 654 kg de maconha, a maior do ano em Goiás, foram apreendidos na noite da segunda-feira, 23 de novembro de 2009. Eram tabletes prensados (marihuana prensada) e estavam sendo transportados em um carro Honda Cívic prata com placa da cidade de Rio Verde no Sudoeste Goiano (NJX 4326). O veículo foi visto de forma suspeita por um policial ao passar pela cidade de Serranópolis (a 75 km de Jataí) e este avisou o grupo da PRF jataiense. A apreensão se deu após o automóvel ter furado dois bloqueios policiais: um na cidade de Chapadão do Sul-MS (perto da divisa com o estado de Goiás) e outro em Jataí nas proximidades do rio Ariranha na rodovia GO 184 (a 20 km da cidade) montado após a PRF ter sido avisada. O Honda Cívic furou o bloqueio em alta velocidade e foi perseguido por uma viatura da polícia rodoviária durante 6 km levando 12 tiros sendo dois nos pneus e teve de parar. Dois ocupantes, Geraldo José da Silva (baiano morando em Goiânia) e Cleiton Rufino de Souza (morador de Campo Grande-MS) estavam no veículo dividindo espaço com a enorme quantidade da droga (no porta malas e no banco traseiro) e foram presos. Eles declararam à polícia que a mercadoria havia sido adquirida no Paraguai (cidade de Capitán Brado) e seria distribuída em Rio Verde e Goiânia - a cidade de Capitán Brado é redutor do narcotráfico e onde foi preso o traficante Jayme Amato Filho, segundo homem da quadrilha de Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar e a PF já sabe que ele possui investimentos no Paraguai inclusive fornecendo entorpecentes para o Rio de Janeiro e que sua propriedade lhe rende muito em maconha. Beira-Mar cumpre pena no presídio Federal de segurança máxima de Campo Grande (MS) pelos crimes de tráfico de drogas e armas e lavagem de dinheiro e foi condenado, dia 10 de novembro de 2009, a continuar preso mais 15 anos pelo assassinato na prisão de seu ex-comparsa, João Morel, em 2001, com quem disputava o controle do tráfico de drogas na fronteira do Brasil com o Paraguai. Ambos os transportadores, que tantaram passar lotados nas "barbas da polícia", foram configurados apenas como “mulas” do tráfico. Essa configuração é mais branda e, por isso mesmo, não desestimula o recrutamento para o crime de transporte de narcóticos. Os dois foram enviados para a cadeia de Rio Verde.
OUTRA APREENSÃO - Naquele mesmo momento, e na mesma ação policial, um outro veículo foi apreendido na barreira próximo ao rio Ariranha. Um Volkswagen Gol, com três condutores, também com placa da cidade de Rio Verde, dirigindo de forma suspeita, foi parado e abordado. Dentro dele estava uma grande quantidade de CDs e DVDs piratas e até um tatu abatido e congelado. Os condutores foram encaminhados à delegacia e autuados pelo crime contrabando e ainda estão sendo investigados por suspeita de ligação com os transportadores da droga do Paraguai.

Sempre ficam as perguntas: drogas? Contrabando? Pra quê?
.
Sérgio Torres

4 comentários:

  1. Bom...
    este texto aqui referido foi interessante, porem o senhor pode melhorar pois eu li e entendi,mas,muitas pessoas sentem dificuldade em entender então por favor escreva mais informalmente na próxima vez,
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Bom, vou discordar de vc Anônimo. As expressões "moda" do uso de drogas e DROGAS? CONTRABANDO? PRA QUÊ? São excelentes. Ficaram excelentes e qualquer um vai entender perfeitamente. Continue visitando o BLOG. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. MATERIA MUITO BEM APRESENTADA, POREM COMICA!!!
    SE E ESSA A INTENÇAO, BOA!

    ResponderExcluir
  4. Informações divulgadas em mídias deve-se constar a veracidade dos fatos, em nenhum momento a PRF deve participação nesta ocorrencia. a equipe que realizou a abordagem e prisão desses traficantes são policiais militares pertecentes ao
    GPT(grupo de patrulhamento tatico).

    ResponderExcluir

Qualquer um pode comentar, mas há regras. Evite que seu comentário tenha que ser removido.