sexta-feira, 13 de julho de 2012

UMA PROPOSTA DO JAPÃO

POLÍCIA MILITAR DE GOIÁS TENTAR IMPLANTAR PROPOSTA DE PM COMUNITÁRIO E CIDADÃO MAIS ATIVO CONTRA O CRIME


Major De Faria e subtenente Eterno (PM/3 Goiânia) no 12º Seminário de Segurança Comunitária em Jataí


     A seção responsável pelo planejamento da Polícia Militar de Goiás está trabalhando. Na noite da terça-feira, 10 de julho, na auditório da Associação Comercial e Industrial de Jataí (ACIJ), a partir das 19h, realizou-se a abertura oficial do 12º Seminário de Segurança Comunitária promovido pela PM-GO através da Terceira Seção do Estado-Maior Geral – PM/3 em parceria com 15º Batalhão da Polícia Militar-BPM de Jataí. Nos dias seguintes, 11 e 12, houve seu prosseguimento.
     O evento visa difundir e massificar a filosofia de policiamento comunitário através da ampla participação da comunidade. Durante os três dias foram ministradas palestras e discussões sobre Policiamento Comunitário, Cultura de Segurança, Estrutura e Funcionamento dos Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG) e Direitos Humanos. Mais de 200 ofícios foram enviados pelo comando do BPM para os mais diversos setores da sociedade local.
     Estiveram presentes o subchefe da PM/3, major Décio Fernandes de Faria (primeiro palestrante), major David Pires de Souza (comandante do 15º BPM), Dr. Sérgio Brito (juiz da Vara Civil e Eleitoral), Marina Silveira Martins (subsecretária Regional de Educação), Dra. Paula Meotti (delegada da Polícia Civil), além de representantes do Corpo de Bombeiros, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Jataí), da Prefeitura Municipal, instituições de ensino, presidentes de bairros, líderes comunitários, estudantes e militares.
     O major De Faria ministrou uma palestra sobre Policiamento Comunitário na PMGO e em seguida o Subtenente Valdivino Eterno da Silva falou sobre Cultura de Segurança. Números e estatíticas foram apresentadas e fez-se uma explanada geral sobre comportamento ativo do cidadão contra os marginais. "Não seja uma vítima fácil" foi dito explicando as formas de se previnir antes de qualquer ataque furtivo. Ambos os temas despertaram o interesse do público presente e trouxeram informações de grande valia para a promoção da segurança individual e coletiva.
     O evento se estendeu falando sobre as diferenças da segurança tradicional (onde o cidadão só chama a polícia para prestar a ocorrência) e a segurança comunitária (onde o cidadão chama a polícia para se previnir antes do crime acontecer). Foram mais duas palestras no dia 11 (quarta-feira) e mais uma de encerramento no dia 12 (quinta-quinta). Nos intervalos ainda teve um lanches para todos. Esse seminário vem acontecendo em várias cidades de Goiás.  


VEJA COMO FOI O EVENTO EM JATAÍ


.