EM NOTA, DILMA ADMITE QUE ERROS ERAM ROTINA

Advogado lê nota de defesa da presidenta afastada que se justifica em normalidades de atos

Em nota lida no Senado Federal, hoje pela manhã, a presidenta afastada, Dilma Rousseff, declara que decretos eram rotina e que vê razões políticas para seu impeachment. A nota foi lida por seu advogado de defesa, o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. “Nunca, em nenhum país democrático, o mandato de um presidente foi interrompido por causa de atos de rotina da gestão orçamentária. O Brasil ameaça a ser o primeiro a fazer isso”, diz Dilma na nota. O crime de responsabilidade da presidenta se configurou porque ela emitia os decretos sem a devida aprovação do Congresso Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário